A familia de Polyanna pede socorro!

Ela tinha 26 anos, estava casada há poucos meses, vivendo essa felicidade toda que você vê na foto. Saiu de casa numa manhã comum, para dar uma palestra aos alunos de publicidade da PUC-GO. E não chegou lá. Seu carro foi encontrado queimado, e seu corpo, longe dali, muito machucado e com sinais de luta.

Aconteceu em setembro de 2009, e até hoje não se chegou à autoria. Dá pra imaginar como se sente a familia da Polyanna?  O que eles pedem, e tem todo direito de pedir,  é investigação.

Em casos assim, a imprensa tem um papel decisivo: cobrar, para não deixar cair no esquecimento!

Eu lamento muito que o “Linha Direta” tenha saído da grade da Globo. Prestava muitos serviços, quando divulgava casos dessa natureza. Mesmo quando não se tem a identidade do criminoso, há que se considerar que alguém sempre terá visto alguma coisa que conduza a ele. E a insistencia na cobrança ajuda a encorar essas pessoas a falar.

A Priscila, irmã da Polyanna, escreveu desabafando:

minha irmã a Polyanna Arruda Borges, foi morta em setembro dia 23 do ano passado, de lá para cá vivemos numa guerra… Um luto eterno, pois não podemos, falo por mim e pela minha família, chorar e seguir adiante com a saudade sem tamanho que temos da Polyanna. Temos que viver na luta de achar os verdadeiros culpados e o porquê fizeram isso com minha irmã. Nada sabemos…

Minha irmã saiu de casa no dia 23, uma quarta feira, ela iria dar uma palestra para estudantes de publicidade da PUC/GO, pois ela  apenas com 26 anos já era sócia-proprietária de uma das agências mais respeitadas de Goiânia. Isso era 7:20 Glória… 7:20 da manhã, e depois de sua partida para esssa palestra não sabemos ao certo o que aconteceu. Seu carro foi encontrado em chamas num bairro distante do local da palestra, isso ás 10:20 e esse dia foi o pior dia da minha vida… Recebemos a notícia que seu carro havia sido encontrado, mas a Polyanna tinha desaperecido, passei dia inteiro na delegacia, tentando ajudar a polícia, dando informações, vendo policiais bocejando enquanto contava sobre a Polyanna…Escutando piloto de helicoptero dizendo que estava a procura de urubus para encontrar a minha irmã…

Foi terrível, tinha a esperança que um sequestrador ligasse pedindo resgate, mas nada… No dia 24 ás 19h recebemos a notícia que tinham encontrado a Polyanna, mas morta a tiros…No seu velório o caixão teve que ser todo lacrado, pois além do seu corpo ter passado muito tempo na terra, na chuva, ela estava muito machucada pelos assassinos. Glória, ela é linda, um sorriso que abria meu sorriso e um abraço que me dava cocégas… Agora estou nessa peleja de lutar para ter Justiça, pois como falei nada se sabe…

A polícia parece não ter competencia para investigar o caso, estamos agora pedindo SOCORRO, porque é desesperador imaginar que os  culpados por ter arrancado um pedaço da minha família esteja solto, não seja punido… Sei  que você pode nos ajudar e percebemos que quando movimentamos a imprensa o caso da Polyanna não fica esquecido, é uma loucura tudo que estamos vivendo. Fomos já em vários políticos, secretario de segurança, Ministério público, e ouvimos sempre as mesmas promessas, mas nada de concreto temos.

Priscila

Leia mais sobre o caso

94 Responses to A familia de Polyanna pede socorro!

  1. Rousy Moura junho 9, 2010 at 7:54 pm #

    Olá Glória!!
    Parabéns pelo novo endereço!Ah, a foto do perfil está linda!

    Kd a nossa justiça, heim? Será que mais um caso impune?
    Que Deus dê forças pra esta família!!
    bjus.

  2. Thurryan Markus junho 9, 2010 at 9:24 pm #

    Como pode acreditarmos que essas coisas acontecem, pra quem pensa que estando em casa ou fora estamos seguros, ai que se enganam, os presidiários hoje tem mais segurança que nós que pensamos estarmos livres quando na verdade somos prisioneiros dos nossos próprios medos nas nossas próprias cidades. galera tomem cuidado quando sairem as ruas, pois hoje saímos e não sabemos se voltamos. Me digam como alguém pode fazer alguma coisa com uma menina tão bonita como a Polyana!? É realmente inacreditável. Quem sabe um estaremmos realmente livres!

    Parabéns Glória o Blog está Demais!

  3. Priscila Neves junho 10, 2010 at 12:28 am #

    Gloria,

    A Pollyana nao era uma garota qualquer. Ela era a menina mais amavel, amiga, batalhadora, sonhadora, criativa e humilde que ja conheci desde nossos tempos de faculdade.
    A morte dela foi como se um punhal atingisse o coracao de todos! Como foi duro receber essa noticia.
    Nos resta acreditar que a Justica sera feita. O minimo que pode ser feito, depois de perdermos uma joia rara.
    A que ponto chegamos?! Pq fizeram uma crueldade dessas??
    So Deus pra fortalecer a todos nos!! E que a Justica Brasileira seja realmente digna der chamada JUSTICA!

  4. Roberta Cristina junho 10, 2010 at 6:11 am #

    O cidadão de bem é muito maltratado nesse país! É só deboche, descaso mesmo! Cadê a segurança pública?? Mais uma moça feliz, com toda a vida pela frente tem a vida interrompida dessa maneira absurda!! Glória, estou montando um novo blog (desabafo-cotidiano.blogspot.com) no qual eu divulgo e promovo a discussão de casos que merecem o nosso desabafo… Abraços, Roberta.

  5. Fabiano Figueiredo junho 10, 2010 at 6:41 am #

    Caso horrível esse. E concordo contigo que o programa Linha Direta não deveria ter acabado. Muitos criminosos foram presos graças a ele.

  6. Edineth junho 10, 2010 at 7:07 am #

    Glória eu tive o prazer de conviver com a Pop’s, e posso lhe garantir que tiraram um anjo da terra…Essa brutalidade não pode passar impune, por favor ajude á todos que aguardam com o coração aflito a justiça por esse crime.Parabens pela inciativa!!!

  7. Jôze Gomes junho 10, 2010 at 7:24 am #

    Gloria,

    A Polyana foi e será sempre uma estrela na minha vida.
    Uma pessoa iluminada, com alma de artista, de uma fé inabalável. Sabe aquela presença confortavel, leve e alegre?
    A familia da Polyana, pessoas maravilhosas e até um tempo atrás felizes…
    Não tem um só dia, que eu não me pergunte, que não sinto saudade, que eu não me revolte…
    Justiça!!

  8. Valeria Natal junho 10, 2010 at 7:30 am #

    Li o Blog que você criou, disponibilizando os arquivos do processo do assassinato da sua filha, e, em algumas passagens, lembrei-me muito da Tânia Borges, mãe da POLYANNA, Ela, como você, é uma guerreira, está praticamente batendo de porta em porta, pedindo ajuda para que as autoridades locais desvendem esse crime.
    A família quer apenas que as autoridades cumpram com suas obrigações constitucionais.
    E nós, estamos torcendo para que isso aconteça o mais rápido possível!!!!!!!
    No meu Blog, tem um vídeo muito bonito da família.
    Valéria Natal
    (http://valerianatal.blogspot.com)

  9. Poliana Henrique junho 10, 2010 at 7:39 am #

    Convivi pouco Tempo com a Polyanna, tempo que foi suficiente pra sentir, todos os dias, sua falta; não simplesmente saudade, mas dor, angústia por não ser capaz de entender o porquê alguém agiu de forma tão cruel com ela…
    O sorriso contagiante, a leveza da conversa, tudo foi tirado sem explicação. Todos os dias peço a Deus, que Ele sustente a família da Poly, o Thiago e a todos os amigos que ficaram ÓRFÃOS do seu sorriso.
    Não sei porque a polícia não consegue encontrar o (s) responsável (is), mas sei que esse silêncio gera desconforto, dor, angústia, tristeza, abala a fé e a esperança.
    Tenho certeza que a saudade será eterna, mas saber o porquê tende a aliviar as noites mal-dormidas dessa família.
    Meu abraço a você Glória pelo apóio e aos familiares da Polyanna.
    Deus abençõe.

  10. Guilherme Machado Pauperio junho 10, 2010 at 11:46 am #

    Gloria, vc e a Tania, mãe de Polyanna passam por uma dor que nenhuma mãe deveria passar. São duas guerreiras.
    Ralmente é de se lamentar a ausencia de um programa linha direta.

    Contudo, lamentar só não basta. Não basta lamentar a morte de Polyanna, não basta lamentar a falta de um programa linha direta. Em algum lugar, alguem sabe de alguma coisa. Não existe crime perfeito e sim crime mal investigado.

    O Fantastico posssui reporteres investigativos de alta qualidade. A imprensa possui o seu valor e num caso como esse certamente pode ser fundamental… Alguma chance de vc dar uma força Gloria junto ao pessoal do Fantastico? Parabens pela sua iniciativa…abs

  11. Mônica Cardozo junho 10, 2010 at 12:32 pm #

    Glória,

    Mães não nasceram para perder filhos.. sabemos disso.. esta dor é inenarrável e nada os irá substituir. Entretanto, valentes como você e a Tânia, mãe da Polyanna prestam uma ajuda inestimável às demais famílias que encontram-se na mesma situação. Vocês cobram, lutam e avançam e nós apenas fazemos nossas preces, nossos votos e torcemos muito para que tudo aconteça.

    É preciso ter um fim. Um desfecho.. coisas ruins acontecem todos os dias mas, admitir que crimes sejam esquecidos é errado. Muito mais inadmissível é não haver punição.

    Contamos com a sua força e a sua influência e agradecemos junto à família da Polyanna a relevância que você deu ao caso.

    Vamos continuar falando e cobrando. A nossa voz tem poder!

    Um grande abraço e muitas bençãos à vc!

  12. juliana junho 10, 2010 at 2:13 pm #

    O que se ouve aqui em Goiânia é que há policiais envolvidos na morte da Polyanna, por isso a polícia faz descaso dos pedidos de investigação. Nenhuma família merece passar por essa dor. Estou torcendo por vcs para que os culpados sejam encontrados. Chega de impunidade!!

  13. Francisco Perna Filho junho 10, 2010 at 4:49 pm #

    Glória,

    É lamentável o que aconteceu com a Polyanna, uma doce menina: meiga, inteligente e, acima de tudo, amiga. Fui seu professor no Curso de Publicidade e Propaganda, Faculdade Cambury, por dois semestres. Todos nós esperamos que o(s) reponsável(is) por tamanha barbaridade seja(m) punido(s), já!Do mais, é pedir ao bom Deus que conforte seus familiares.
    Termino com a indicação de um texto que escrevi, acrescentando a ele a lembrança da nossa Querida Polyana.
    Obrigado pelo espaço.

    http://banzeirotextual.blogspot.com/2010/05/francisco-perna-filho-ensaio-curto_29.html

  14. luiz carlos junho 10, 2010 at 5:18 pm #

    Sera que falar de justiça , se humilhar pra justiça vai fazer efeito? Eu tenho esperanças de um dia ser escritor , so pra poder sonhar com um mundo que eu construir pra mim. O mundo Pérfido em que vivemos, a parte da sua sordidez nos faz tentar entender algo que jamais conseguiremos…. Enquanto formos sendo engolidos pelo descaso, e a vergonha. Quer um conselho? nao chore nao se desespere… Voce tem que ser forte, fria e calculista é assim que as coisas funcionam pra poder fazer valer a nossa voz.

  15. caddah junho 10, 2010 at 11:30 pm #

    parabéns gloria, todos nós deveríamos não apenas por termos algum motivo pessoal, mas fazer parte de ações como esta em divulgar e buscar soluções para uma justiça melhor, capaz de resolver casos como o da Polyanna, da Daniela Perez e de muuuitos outros brasileiros, humanos… um bj no seu coração e no da família de Polyanna!!! “vamos com a fé… que a fé não costuma falhar!!!” :)))

  16. Cris Nassif junho 11, 2010 at 8:06 am #

    Só quem sofreu sabe avaliar quem sofreu sabe se indentificar sabe ter o mesmo sentir…
    Só quem sofreu tem palavras de puro mel que transmitem todo o calor para quem precisa de amor…(trechos de música)

    A morte da amada Popó deixou-nos todos sem chão, o mundo ficou fora do lugar, cadê aqulela beleza estonteante (parecida com a Ana Furtado do Video Show) e aquele sorriso iluminado…São muitos os bons atributos…Doi tudo (pricipalmente pros(as) cinquentinhas) e fica parecendo que até Deus não é de confiança tamanha é a dor que sentimos.
    Obrigado por abraçar a luta da querida Tania e familia.
    Abraço
    Cristina

  17. Raphaela junho 11, 2010 at 10:24 am #

    Olá, Gloria. Tudo bem?
    Sou repórter de cultura do Jornal Tribuna de Minas, de Juiz de Fora. Estamos fazendo uma série de matérias sobre gentileza, pois lançamos uma campanha com esse tema recentemente. Pretendo falar sobre a responsabilidade dos produtos culturais com relação às mensagens que enviam aos espectadores. De alguma forma, a gentileza também está aí. Como você sempre capitaneia algum tipo de campanha em suas novelas, procurando gerar reflexão e mudança, gostaria de conversar sobre o assunto. Podemos falar pelo telefone ou por e-mail, o que preferir. Aguardo retorno e agradeço.
    Abraços
    Raphaela

  18. Rudáia Correia junho 11, 2010 at 2:41 pm #

    Oi Glória, te adimiro muito! Parabéns pelo trabalho que sempre nos faz aprender mais e mais. Sobre este caso, acredito que nós, imprensa, e nós cidadãos que pagam seus impostos em dia, estivermos unidos e cobrando os resultados, ainda teremos esperança que crimes como este, não fiquem impunes.
    O conceito de humanidade mudou muito e a banalização da vida está imperando. Tudo vale mais que um ser humano.
    Onde estão os nossos direitos humanos e não o dos bandidos? Tu falou tudo Caddah: “coragem e fé pra se fazerem existir e buscar soluções para uma nova justiça”!

    Mesmo assim, não vamos desistir de acreditar que algo melhor vai acontecer. Não vamos desistir das pessoas. Nós continuamos a nossa caminhada, fazendo a nossa parte.
    http://programavisaosocial.ning.com

  19. Marina Marques junho 11, 2010 at 2:50 pm #

    Gloria,
    Assim como as outras pessoas que comentaram aqui, também sofri muito com a morte da pop”s ( como ela era conhecida na faculdade).
    Lamentavel ver uma vida acabar dessa maneira, ver um casamento de anos acabar assim.
    O que mais revolta é que a policia não consegue achar nada que possa dar uma direção sobre o caso…aliais, achar ja acharam, mas continuam escondendo….me pergunto o porque?
    o celular dela foi achado com policiais…como se explica isso????
    Enquento isso a revolta cresce em nossos corações….

  20. J junho 11, 2010 at 5:15 pm #

    Quem sabe você Glória, sendo tão influente como és no mundo televisivo não consegue fazer um movimento para a volta do Linha Direta e com isso permitir que casos como esse não caiam em esquecimento até que sejam solucionados..
    Imagino a dor dessa família, a justiça deve começar desde já.

  21. Arline Carrijo junho 11, 2010 at 7:23 pm #

    Embora eu tenha mais de 50 anos, era amiga da Polyanna, aliás ela era amiga de gente de todas as idades, raças, credos, nacionalidades… ela era, pra mim ainda é, uma pessoa diferente, meiga, alegre, inteligente, atenciosa, simples, transparente, verdadeira… e é difícil entender porque alguém assim é eliminada da convivência positiva que ela exercia nesse mundo tão cheio de exemplos negativos… mas aconteceu, só nos resta gritar pedindo a verdade. Nada justifica essa barbaridade, mas a verdade pode minimizar o sofrimento e “tirar o fio da espada da nossa garganta”.
    Obrigada Glória por participar da nossa luta.

  22. Arline Regis junho 12, 2010 at 8:17 pm #

    Veja o vídeo, comentem, divulguem, esse caso não pode cair no esquecimento, buscamos pela verdade, ajuntem-se a nós, conheça um pouco de quem era a Poly
    http://www.youtube.com/watch?v=uU__QGL0W_U&feature=related

  23. Pastor Camilo junho 13, 2010 at 6:49 am #

    Vivemos em um mundo corrompido pelo pecado e em direção a total desgraça.
    Devemos lutar por um mundo mais justo por amor ao próximo.
    Apoio 100% a luta da família da Polyanna para que este crime bárbaro não caia no esquecimento e os culpados não fiquem impune.
    Essa não deve ser uma luta somente da família da Polyanna, mas uma luta de todos nós pois como a bíblia diz: “somos agente da graça”!
    Por isso não devemos nos conformar com as coisas erradas e cruzar os braços e fingir que nada está acontecendo.
    Não devemos calar e sim dar o nosso melhor para um mundo melhor!
    Deus abençoe para que tudo seja resolvido! Amém!

  24. lucimara junho 13, 2010 at 7:11 pm #

    uma pena mesmo,linha direta ter saido da programacao,um programa de muita utilidade,mas e sempre assim,o que e bom ,util,os diretores nao querem,lamentavel!

  25. Camila junho 14, 2010 at 11:20 am #

    Gloria,

    Você nao imagina quanto te admiro pela força que tem e pelo belissimo papel que presta à sociedade com um blog como este. Muito obrigada de coração por poder ajudar a nós que perdemos pessoas queridas e nao temos resposta das autoridades.

    A familia e os amigos da Polyanna estao realizando uma massiva campanha pra que a midia ajude no caso. Nós queremos respostas! É dever que as nossas autoridades designadas a resolver o assunto, resolvam!

    Muito obrigada!

  26. Lucas Guerra junho 15, 2010 at 4:19 pm #

    Esperamos pela justiça dos homens!!!!

    Mas não podemos esquecer que a justiça de Deus está ativa e ainda vai acontecer.

    Tanto no caso da Polyana, quanto da nossa querida Daniela!

  27. Rosângela Rocha junho 15, 2010 at 4:25 pm #

    Glória me lembro como se fosse hoje o mês de dezembro em que estava muito feliz indo comprar um carro e ouvi a notícia que sua filha havia sofrido um crime cruel ( e o culpado do seu lado chorando) hoje estou pedindo a vc que ajude a Tania mãe da Polyanna encontrar o ou os culpados, sei que não vai amenizar a dor desses familiares mas temos que ter justiça e que esses assassinos sejam punidos, quem sabe um País com mais justiça e com punições mais severas resolveria muito essa certa (impunidade ) que os assassinos matam e ficam soltos.
    O caso da sua filha além de ter tido uma grande ajuda porque ele era atriz vc teve muita coragem em brigar até o fim mas ele ainda continua andando pelas ruas, passeando e vivendo e sua filha não e a mãe da Polyanna não teve esse recurso da televisão em ser divulgado constantes apelos como agora o caso da advogada de São Paulo a Mércia.
    Quero ver como todas as mães meus filhos andando pelas ruas, indo em baladas sem ter que ficar telefonando e indo busca-los, por favor vc tem meios para divulgar nossa indignação de tantas impunidades e pedir justiça.

    Um grande abraço e contando com sua ajuda
    Rosângela Rocha.

  28. DENISE junho 15, 2010 at 5:16 pm #

    “PEDAÇO DE NÓS ,PEDAÇO ADORADO DE NÓS, PEDAÇO ARRANCADO DE NÓS….”POPO ERA ASSIM MESMO, UM PEDAÇO DE CADA PESSOA QUE A CONHECIA. CONHECE-LA FOI UM PRESENTE DE DEUS. COMO DOI LEMBRAR DAQUELE DIA! ELA ERA O PURO AMOR. OS SEUS ABRAÇOS ERAM CALAROSOS,O SORRISO ERA VERDADEIRO, PORQUE ELA SORRIA COM A ALMA. ELA FOI ARRANCADA DO NOSSO CONVIVIO BRUTALMENTE, A SAUDADE , A LEMBRANÇA E A DUVIDA PASSARAM A FAZER PARTE DE NOSSAS VIDAS. OBRIGADA GLORIA PELA SUA FORÇA, PARA COM A TANIA, PELA FILHA QUE DESCREVI VOCE PODE IMAGINAR COMO É A MÃE. UM ABRAÇO.

  29. Solange junho 15, 2010 at 5:17 pm #

    Eu sempre costumo dizer o seguinte:
    Existem em nosso mundo 2 leis: A primeira nada mais nada menos é a do céu, do Pai Divino.
    A segunda vem logo depois: a dos homens.
    Creia, isso não vai ficar impune, assim como uma mentira por mais secreta que ela seja, sempre há revelação.
    Haverá um dia em que voce a sua família irão lembrar dessas palavras, pois, nada escapa aos olhos de Deus. Nem mesmo o suspiro, ou um átomo. Eles serão encontrados, a lei do homem aqui na terra será feita.
    A lei do Céu a de Deus, por mais tardar que seja será completa.
    E nossas vidas de tudo temos que dar conta…
    Até mesmo o leite materno que mamamos em nossas mães quando nascemos.
    Creia, tenha Fé.
    Abraços bem apertados a toda família.
    obs: Nenhum homem pode tirar uma vida, no qual não seja para saciar sua fome. Desde então, o ser humano, precisa aprender que a partir do momento que aqui na Terra estamos, é para Amar uns aos outros como Jesus nos amou.

  30. Katia Scavone junho 15, 2010 at 5:28 pm #

    Gloria, Parabéns pelo seu blog e pela grande mulher em

    todos sentidos que voce é, pela sua luta e força de justiça,

    dignidade e o mais importante Amor!

    Eu senti uma tristeza e revolta enorme com a violência que os

    monstros que agora estão soltos na sociedade em tirar a vida

    de uma menina linda e cheia de vida que é sua filha, e varias

    outras historias brutais que temos que sofrer e suportar neste

    País que teria que ser muito mais severo na punição contra

    estes agressores que faz a gente se sentir tão pequeno com

    tanta violência e estão soltos.

    Fiquei péssima com o sofrimento da Tania, além de perder a

    filha Polyanna, um anjo como sua filha Daniela, dois anjos a

    Liane e o Felipe e varios outros anjos que tem suas vidas

    cortadas por monstros que ficam impunes e soltos, então

    espero que Deus e as pessoas unidas ajudem a encontrar

    o assassino da Polyanna e que um dia vamos poder ter um

    mundo e um Brasil principalmente com mais leis e punição

    para existir menos violência, assassinos, bandidos e vidas que

    se acabam sem sentido nenhum deixando uma dor enorme

    para sempre dentro da nossa alma.

    Um grande abraço e fique com Deus e novamente parabéns

    pelo seu blog e ajudar a familia da Polyanna e varias outras

    familias.

    Muito Obrigada.

    Katia

  31. Luiza junho 15, 2010 at 8:12 pm #

    GLoria,

    Eu conhecia a Poly, como toda sua familia.
    Poly era uma menina super criativa, inteligente, bonita, meiga, alem de ser de uma familia otima!
    A quase um ano eu estou tentando entender oq aconteceu! Como que ninguem acha quem fez essa brutalidade com a minha amiga! Eu sei que nada vai trazer a Poly e esse buraco que ela deixou na vida da gente. Mas Pelo menos precisamos de um porque, e mais que tudo precisamos prender essa pessoa que a qualquer momento podera fazer um buraco na vida de outras pessoas. Obrigada por sua ajuda em apoio e divulgacao do crime da poly! Essa familia e muito especial para mim.
    Grander beijo
    Luiza veloso
    Sydney Australia .

  32. Andréa junho 15, 2010 at 8:46 pm #

    É impossível descrever a saudade e falta que nos faz a Polyanna. Seu sorriso, sua alegria, criatividade, presença.Como superar esta ausência? Impossível !Como encontrar respostas para tantas perguntas ? Podemos tentar.
    Obrigada Glória, por se unir a nós , e principalmente a Tania nesta procura. Sabemos que com sua influência e conhecimento, poderemos caminhar um pouco mais nesta luta contínua em busca de esclarecimentos e soluções., Acreditamos que sómente Deus poderá nos dar o consolo neste momento tão difícil, e o que nos dá força é a esperança que só encontramos N’Ele. Mas também sabemos que existem pessoas capazes , de boa vontade e especializadas que podem ajudar a esclarecer e fazer Justiça, mas precisamos de vozes mais fortes e influenciáveis,para que isto aconteça, por isso pedimos sua ajuda e desde já muito te agradecemos.

  33. Valeria Natal junho 15, 2010 at 8:56 pm #

    Glória, obrigado pela ajuda que você está dando a família da Polyanna.

    Que DEUS continue te abençoando!!!!

    Um grande abraço.

  34. Salma junho 15, 2010 at 8:58 pm #

    Prezada Glória,
    Moro em Goiânia, e acompanho com enorme tristeza o sofrimento da família da Polyanna. Vc sabe o que é isso,já sentiu na pele, ou melhor sente,porque a dor é administrada, mas nunca passa.Gostaria de agradecê-la por divulgar no seu blog esta triste história,por estender a mão para todos nós goianos que precisamos entender o porque desta tragédia. Que Deus te abençoe e que vc continue sendo este apoio que precisamos,na busca de um pais transparente.

  35. Dirceu Carvalho junho 15, 2010 at 9:41 pm #

    Gloria, você é digna de adimiração em todos os sentidos!
    Fico muito feliz e de ser forma GRATO pelo espaço que você deu ao caso da Polyana… que DEUS abençoe a sua vida ricamente e que vc possa continuar cada dia mais ajudando familias que passaram e que passam pelo mesmo caminho de sofrimento que vc passou…

    Um enorme abraço,

    Dirceu Carvalho

  36. Fernando Henrique Vilela Zaiden junho 15, 2010 at 10:38 pm #

    Esse tipo de fato nao deve passar despercebido pela sociedade, nao podemos tratar isso como mais uma noticia no jornal. A omissao e muito grave! Me sinto extramamemte ferido ao ver o desespero de uma mae, como descrito no facebook. Mas penso que o esforco deve ser direcionado para evitar que isso aconteca novamente, para inibir que esses mesmos autores desse crime brutal voltem a agir, sem nunca nos deixar contaminar pela sede da violencia, mesmo que apoiada pela lustica, pois e ela a raiz de todo esse mau, digo isso porque embora eu esteja abalado com o ocorrido, sem duvida eu teria difuculdade para seguir minha sugestao se isso tivesse ocorrido comigo, e e apoiado no bem e inclusive no perdao (perdao do coracao e nao a desistencia em relacao a punicao dos culpados) que a familia encontrara forca para superar tudo isso

  37. Rogéria Storck junho 16, 2010 at 9:14 am #

    Incrível como Priscila em sua descrição conseguiu me tocar profundamente.
    Estou concluindo o curso de Direito, e estou pronta para justiça, para fazer dessa a minha grande missão. Temos o dever de julgar e analisar o erro humano;
    Precisamos partir de um lado emocional, e esquecer a impessoalidade nos casos, como aprendemos durante o curso.
    Sei que sou um grão de areia em meio a um deserto, mas quero fazer minha parte, minha pequena parte.
    Pois não será minha cabeça que vai “pesar” quando tocar o travesseiro e muito menos uma filha minha vai passar por isso, se estiver nas minhas mãos o poder de JUSTIÇA.

    Meus sinceros sentimentos a familia.

  38. Fernando Monteiro junho 16, 2010 at 6:10 pm #

    Quero apenas dizer que lhe considero UMA LUTADORA……PARABÉNS POR VC EXISTIR E LUTAR PELOS QUE PRECISAM DA SUA FORÇA……TE AMO DO FUNDO DO MEU CORAÇÃO.

  39. Luciana junho 16, 2010 at 7:32 pm #

    Gloria…
    Essa vida nos leva a caminhos nunca imaginados… vivemos situaçoes, conhecemos pessoas, amamos, construimos lanços… e tudo isso pode ser distruido em segundos. Voce sabe do que estamos falando.
    A Polyanna era iluminada. As vezes parece que nao aconteceu… eu pego meu celular e parece que é só achar na agenda pops que ela vai estar do outro lado da linha. Mas nao… ela nao vai estar. Mas estará sempre conosco. De uma forma unica ela estará em cada coisa linda que eu ver… cada ideia genial… cada música do Chico…
    Muito obrigada pelo espaco que voce deu ao caso Polyanna… ela merece justiça… e a familia conforta na justiça.

  40. Mariana junho 16, 2010 at 11:09 pm #

    Casos assim proliferam por este Brasil de meu Deus. E se em centros como São PAulo e Rio apenas alguns despertam a boa vontade da mídia que aí sim- quando quer bota pra quebrar e cobra até obter alguma informaçao- imagine nas outras cidades, nos outros Estados. Uma lástima. Mas mesmo nas chamadas metrópoles, como SP, existem jornalistas que há muito optaram por elogiar muito mais que cobrar das autoridades policiais——que nada fazem além do que é sua obrigação (se sao mal remuneradas ou prepradas é outra história). O sr. Datena é o mais perfeito exemplo dessa prática-o caral tem orgasmos qdo fala de delegado etc e tal e quando a polícia- seja qual for- apronta barbaridades comprovadas e mostradas por outros profissionais, o cara simplesmente ignora o fato por mais hediondo que possa ser. E o pior é que o cara tem feito discípulos. Daí fica difícil TAMBEM esperar muita coisa da imprensa. E bem fácil estar ao vivo trocentas horas por dia dando uma de bom moço, de justiceiro, de ético…Tá de brincadeira com a patuléia, Deus nos livre e guarde…

  41. Anna Claudia de Rodat junho 17, 2010 at 8:34 am #

    Oi Glória, obrigada por postar em seu blog a história da Polyanna. Nós que estamos aqui em Goiânia, mais próximos desta barbárie e tão distantes de vc, sofremos com sua dor a anos atrás. Agora vc ajuda a aliviar a dor de tantos outros, que contam com seu apoio para conseguir forças e lutar pela impunidade neste País. Jamais nos acostumaremos a ver tanta crueldade no mundo e sua luta, assim como de tantas mães é prova disso! Parabéns por tudo sempre, Anna Claudia

  42. Joao Batista Santos junho 17, 2010 at 9:10 am #

    Sinto o maior desprezo por esse jornalismo marron e seus reporteres vampiros, que só sabem sugar a dor alheia..

    Vibro e torço para que encontrem o autor dessa barbárie.

  43. Marcella junho 17, 2010 at 3:58 pm #

    Gloria,

    Muito obrigada pelo espaço ao caso da Polyanna. Também a conheci e, como várias pessoas, acompanho e rezo para que os assassinos sejam descobertos. Veja se você consegue uma equipe de reportagem para cobrir o caso (assim como foi feito no caso da Mércia), para que a polícia dê mais atenção. Todos aqui estão sofrendo bastante.

  44. Rui de Carvalho junho 18, 2010 at 11:38 am #

    Vivemos em um país onde em materia de leis, somos um dos avançados do mundo! Hipocrisia!!!!! Infelizmente, lei no Brasil tem que pegar! Ora onde já se viu isso!!!! Além do mais esse código penal parece que foi feito para proteger crimonosos e poderosos! Lamentável!

  45. Mozart Fialho Jr. junho 18, 2010 at 3:24 pm #

    Olá, Glória.

    Tive a honra de estudar com a Pollyana e Thiago, pessoas que sempre tive grande consideração.
    Infelizmente, e não saberemos jamais o porque disso, nem todos os casos são solucionados e, para mim, não existe nada sobre-humano que vá resolver. O que falta, na minha opinião, é mais inteligência por parte da polícia, que consegue resolver tantos casos tidos como insolúveis, mas às vezes se depara com uma barreira que os torna impotentes. Essa, inclusive, é a mesma sensação, e a pior que sentimos, que a família tem a respeito desse caso.
    O medo me rodeia, pois também tenho filhas e netas, e não gosto nada de imaginar que o mundo é mau e tudo de ruim é possível acontecer. Evidentemente, torço com todas as minhas forças para que isso nunca venha a acontecer. Pena estarmos tão sós nessa eterna caminhada contra a cada vez mais viva violência.
    Deixo aqui meu protesto contra aqueles que deviam nos proteger e não conseguem, seja por incapacidade, incompetência ou negligência.
    Às famílias que sofrem essa interminável dor, meus sinceros lamentos. Desejo força e paz aos corações de todos.

  46. Anilce Bonfim junho 18, 2010 at 5:52 pm #

    Glória, com certeza sua força e atenção ao caso da nossa querida Polyana fortalece a luta pois a palavra de Deus nos diz que não devemos nos conformar com coisa assim que acontece nesse mundo. Desejo que o Sr Jesus oriente e direcione o desenrolar para que os corações das famílias que sofrem fiquem em paz. Apoio essa luta..

  47. Cristina Steckelberg junho 19, 2010 at 5:51 pm #

    O mais estranho são as recordaçoes que temos de nossos amigos, parentes que se foram. As vezes a imagem da pessoa, alegre, viva, presente nos toca e nos faz recordar o tanto que a justiça é preguiçosa… pena. Tem tantas coisas ridiculas neste Governo, que as prioridades que doi, como Polyanna, são levadas com pouco caso o que não acontece com os figurões da Politica…

  48. Rui Melo junho 19, 2010 at 5:54 pm #

    quem sabe um abaixo assinado com milhoes de assinaturas não mobilizaria algum candidato, já que precisam dos votos?
    Algo como o abaixo assinado pelo projeto Ficha Limpa???

  49. Brunna Garotti Ivo junho 19, 2010 at 8:27 pm #

    Glória,
    Nós que conhecíamos a Polyanna, só podemos agradacer o apoio e o espaço que dá a família Borges e a todas as demais que passaram por tragédias semelhantes e que impotentes, tantam gritar através de vozes como a sua.
    E como cidadãos, só podemos ter esperança de que esse não seja mais um crime bárbaro sem a punição dos verdadeiros culpados, já que é um dos únicos sentimentos que nos resta…
    Obrigada!
    Brunna.

  50. Arline Regis junho 20, 2010 at 8:02 am #

    Não consigo esquecer um só dia do sorriso e da alegria dessa menina nem da coragem e força dessa mãe, e irmãs amorosas e lutadoras. Peço a Deus que as fortaleça dia-a-dia, que essa luta faça amenizar a saudade que é cada dia mais doída e que dê frutos: Verdade, Justiça, Descanso de Alma e Paz…

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes