A familia de Polyanna pede socorro!

Ela tinha 26 anos, estava casada há poucos meses, vivendo essa felicidade toda que você vê na foto. Saiu de casa numa manhã comum, para dar uma palestra aos alunos de publicidade da PUC-GO. E não chegou lá. Seu carro foi encontrado queimado, e seu corpo, longe dali, muito machucado e com sinais de luta.

Aconteceu em setembro de 2009, e até hoje não se chegou à autoria. Dá pra imaginar como se sente a familia da Polyanna?  O que eles pedem, e tem todo direito de pedir,  é investigação.

Em casos assim, a imprensa tem um papel decisivo: cobrar, para não deixar cair no esquecimento!

Eu lamento muito que o “Linha Direta” tenha saído da grade da Globo. Prestava muitos serviços, quando divulgava casos dessa natureza. Mesmo quando não se tem a identidade do criminoso, há que se considerar que alguém sempre terá visto alguma coisa que conduza a ele. E a insistencia na cobrança ajuda a encorar essas pessoas a falar.

A Priscila, irmã da Polyanna, escreveu desabafando:

minha irmã a Polyanna Arruda Borges, foi morta em setembro dia 23 do ano passado, de lá para cá vivemos numa guerra… Um luto eterno, pois não podemos, falo por mim e pela minha família, chorar e seguir adiante com a saudade sem tamanho que temos da Polyanna. Temos que viver na luta de achar os verdadeiros culpados e o porquê fizeram isso com minha irmã. Nada sabemos…

Minha irmã saiu de casa no dia 23, uma quarta feira, ela iria dar uma palestra para estudantes de publicidade da PUC/GO, pois ela  apenas com 26 anos já era sócia-proprietária de uma das agências mais respeitadas de Goiânia. Isso era 7:20 Glória… 7:20 da manhã, e depois de sua partida para esssa palestra não sabemos ao certo o que aconteceu. Seu carro foi encontrado em chamas num bairro distante do local da palestra, isso ás 10:20 e esse dia foi o pior dia da minha vida… Recebemos a notícia que seu carro havia sido encontrado, mas a Polyanna tinha desaperecido, passei dia inteiro na delegacia, tentando ajudar a polícia, dando informações, vendo policiais bocejando enquanto contava sobre a Polyanna…Escutando piloto de helicoptero dizendo que estava a procura de urubus para encontrar a minha irmã…

Foi terrível, tinha a esperança que um sequestrador ligasse pedindo resgate, mas nada… No dia 24 ás 19h recebemos a notícia que tinham encontrado a Polyanna, mas morta a tiros…No seu velório o caixão teve que ser todo lacrado, pois além do seu corpo ter passado muito tempo na terra, na chuva, ela estava muito machucada pelos assassinos. Glória, ela é linda, um sorriso que abria meu sorriso e um abraço que me dava cocégas… Agora estou nessa peleja de lutar para ter Justiça, pois como falei nada se sabe…

A polícia parece não ter competencia para investigar o caso, estamos agora pedindo SOCORRO, porque é desesperador imaginar que os  culpados por ter arrancado um pedaço da minha família esteja solto, não seja punido… Sei  que você pode nos ajudar e percebemos que quando movimentamos a imprensa o caso da Polyanna não fica esquecido, é uma loucura tudo que estamos vivendo. Fomos já em vários políticos, secretario de segurança, Ministério público, e ouvimos sempre as mesmas promessas, mas nada de concreto temos.

Priscila

Leia mais sobre o caso

94 Responses to A familia de Polyanna pede socorro!

  1. Raquel Montalvão junho 20, 2010 at 10:07 am #

    Os goianos te agredecem de coração pelo apoio a essa mãe que atraves da sua luta e perseverança vai conseguir justiça !!!!! Goias te ama Gloria! beijos

  2. eduardo junho 20, 2010 at 11:25 am #

    Vcs ja pensaram em contratar algum investigador privado, alguem especializado e com experiência internacional (interr.)
    Sinceramente eu compartilho a sua dor, seu sofrimento. Tenho filhas nessa idade. Nao sei o que faria, mas a investigação cientifica é o único caminho e infelizmente nem sempre o poder publico cumpre sua função , por razçoes inumeras!
    Só Deus dará a vcs o conforto, já que ela jamais retornará, mas só imagino o caminho da investigalçao privada, ainda que internacional.
    Deus abençoe a cada um de vcs e tenham a certeza que ela está ao lado direito do Pai.
    Um abraço solidário, Eduardo S. Campos

  3. Regina junho 20, 2010 at 6:29 pm #

    Infelizmente continuamos vendo mães chorar a perda de seus filhos e seus algozes impunes. Como mãe sou solidária a lutas de todas as mães que querem justiça. O combate a impunidade não é uma luta isolada, e sim de todos nós , que queremos um mundo mais justo, em todos os sentidos.Paz.

  4. Walmercya de Oliveira junho 20, 2010 at 7:47 pm #

    Não quero acreditar que não teremos justiça…Uma menina mulher com todo um futuro pela frente?!?!Ser morta assim…Crueldade…
    Poderia ser eu, minha prima, minha mãe…mas ela era minha…nossa irmã em cristo…
    Deus ilumine todos que estão trabalhando nesse caso…
    E continuemos nossas orações para toda essa família…
    SÓ QUEREMOS JUSTIÇA!!!

    Walmercya de Oliveira

  5. Fernanda Castro junho 21, 2010 at 2:32 pm #

    Conheci a Pollyana desde de crianca, era uma menina q trazia alegria soh com seu olhar, bondade e pureza sao duas palavras q descreve a Polly…
    Justica!!!
    Deus abencoe vcs… Tania, Ludmila, Sergio e Priscila.
    e que a Justica q vai chegar e vai punir quem fez essa tamanha maldade…
    Um beijo grande cheio de amor de Londres

  6. Nathállya Queiroz junho 21, 2010 at 2:42 pm #

    Aquele sorriso que ardia meus olhos, tamanho era seu brilho, há nove meses não temos mais. Nove meses é o tempo necessário para se gerar uma vida, no entanto quantas vidas perdemos para a violência nesse tempo..quantas vidas morrem pouco a pouco a cada dia que se passa sem respostas. Há nove meses sofremos com a dor da ausência, com a dor da revolta e da impunidade… só queremos respostas para podermos chorar em paz, porque a dor mesmo, a ausência e a falta nunca irão passar.Agradecemos a Glória por sua solidariedade e que por sofrer também a dor da perda sabe que não podemos nos calar.

    Pedimos ajuda, para que o caso não fique sem solução, divulguem!

    sigam pelo twitter @justicapolyanna

    Nathállya Queiroz

  7. rose junho 21, 2010 at 5:11 pm #

    esta tristeza atinge a todos os que teem o minimo de consciencia do que é viver neste mundo covarde em que vivemos, rezarei por ela e pela familia,

  8. Gláucea Barros Monteiro junho 21, 2010 at 8:05 pm #

    Estamos cançados de tanta injustiça nesse país, quantas familias sofrendo e sem solução, apelamos para as autoridades , não podemos mais viver nesse sofrimento. Moro em Bhte, mais sou goiana, estou orando pela familia pois são meus irmãos em Cristo e conterraneos. Deus nos ajude nesta luta, pois a justiça Divina não falha.

  9. Carol Witherspoon junho 21, 2010 at 9:54 pm #

    Glória,
    Que Deus te abençoe por publicar esta história. Ela não é a única história de assassinato cruel, sem investigação nem condenação necessárias em Goiás, e isto tem crescido de forma alarmante no estado_ quicá em outros do nosso Brasil. Queira propagar esta notícia aos veículos de comunicação, pois seria de imensa importância que o país inteiro tomasse conhecimento destas injustiças, para que possamos prevenir ao máximo reincidências no futuro de pessoas inocentes.
    Obrigada e muita paz no seu coração!

  10. Ana junho 21, 2010 at 11:06 pm #

    Infelizmente a policia nao esta preparada para tal investigacao, talvez eu diria todo o sistema . Ha muitos anos todos nos sabemos que as leis do codigo penal e de todo o sistema judiciario precisao urgentemente de uma reforma …
    O Brasil e carente no campo da policia cientifica , onde somente casos que explodem na imprensa sao solucionados … Lembrando o “caso Isabela ” , e ridiculo saber que exista somente um profissional qualificado em todo o territorio nacional para trabalhar com o composto que reage a manchas para determinar se e sangue …
    Que Deus ilumine a familia de Polyanna e que a imprensa possa fazer o seu papel divulgando e cobrando das autoridades.

  11. Arline Regis junho 21, 2010 at 11:17 pm #

    Não desistirei de lutar pela verdade, Jesus é a verdade e Êle nos fez d’Ele herdeiros, não quero me cansar dessa luta, se uma vida for poupada por meio dela, então vale a pena lutar…

  12. Teceres Teares junho 22, 2010 at 4:16 am #

    É inevitável ler um relato de violência (assim: descabida, crúa, sem fundamentos, sem por quês…) e não sentir um aperto na’alma. Sendo mãe, mulher, sendo pessoa que transita pelas ruas, como não sentir um amargo de estar sempre na condição de refém?!? A banalização, a coisificação da Vida dói. E essa dor é intensificada na justa proporção onde não conseguimos enxergar solidariedade, limites claros, barreiras…A dor da perda, o sofrimento do luto não desaparecem: se atenuam. Ficam esmaecidos. Clamar pelo certo, pela punição aos que são algozes, aos que desprezam o direito inato de estarmos Vivos é dever. Talvez, uma das únicas possibilidades de criar outros parâmetros, outras maneiras e outras políticas concernentes ao que há de mais precioso: a Vida.

  13. Márcia Dantas junho 22, 2010 at 7:48 am #

    Parabéns Glória pelo seu blog. Precisamos de espaço como este para manfestarmos nossa indignação com o pouco caso que a justiça faz conosco.
    Eu, como mãe, filha e irmã consigo imaginar e sentir a dor desses familiares ….Uma pena realmente o progama linha direta ter terminado, muitas famílias tiveram os assassinos de seus famiares e amigos descobertos e capturados atráves das reportagens desse programa.
    A familia de Polyana meus sentimentos e que Deus de muita força para que vcs consigam suportar a dor da perda e a dor do descaso e que jamais desistam de lutar pela justiça …e ela será feita ….as duas justiças: dos homens e de Deus
    Beijo fraterno no coração de cada um

  14. Fábio Câmara junho 22, 2010 at 11:53 am #

    A Glória Perez, apear da dor que viveu e vive, mostra o lado cidadã, o lado humano que sempre norteou seu trabalho e sua ênfase na vida! SOLIDARIEDADE é a palavra de ordem, para um país,q ue aos poucos está perdendo o vínculo uns com os outros. Qunado vemos alguem levantar a bandeira da causa do outro, estmaos acendenco uma luz, uma chama, para que esta palavra não caia em desuso! É uma causa nossa, todos estmaos permanentemente sendo alvos e protagonistas e algum tipo de violência urbana…Pois, a outra violência a Rural, já estmaos perdendo o foco, vai sobrar muito pouco de nosso Meio Ambiente! Valeu Glória, teu nome já diz tudo, que tenhas Glória nesta campanha!

  15. VIVI junho 22, 2010 at 12:07 pm #

    Ate quando esses nossos queridos vao sofrer com tantas duvidas. Solidaria com eles, agradecemos esse seu poio.
    Lutando juntos vamos fazendo uma forca q faz a diferenca.
    So o amor de Deus faz a diferenca no nosso coracao.

  16. Caren Ribeiro junho 22, 2010 at 1:17 pm #

    A cada mensagem postada dessa mãe que leio, meu coração dói… Me coloco no lugar dessa mãe, dessa família, dessa saudade, dessa dor! O que pedem não é nada mais justo. Precisamos nos unir. Qualquer um de nós poderia estar no lugar deles agora. Precisamos de alguém que faça a diferença. Que Deus abençoe essa luta e essa família.

  17. Carol Lima junho 22, 2010 at 2:14 pm #

    Tenho 30 anos e sou mãe de uma linda menina de 1 ano e 8 meses. Meu coração dói de pensar no que a família está passando. Queria poder fazer algo para ajudar amenizar um sofrimento impossível de ser colocado em palavras. O mínimo é o direito de saber o que aconteceu. JUSTIÇA !!!! Que Deus dê força e consolo para família.

  18. antunisarantes junho 22, 2010 at 9:01 pm #

    Ate quando vamos ver gente morrendo ,familia sofrendo 100
    ter solução… .chega basta de impunidade força para esta mãe que sofre tanto com a morte da filha ,fica com DEUS.

  19. Sheila junho 23, 2010 at 5:51 pm #

    Fico imaginando o sofrimento dessa mãe, em perder uma filha tão linda, jovem e bem sucedida ter sua vida interrompida de forma tão cruel. Peço a DEUS que conforte o coração dessa mãe, pois também sou mãe e sei o que um filho representa em nossa vida. Senhor dê força p/ essa família e muita coragem p/ que eles sejam incansaveis na busca p/ justiça e que as autoridades tenham iniciativa p/ encontrar os culpados, é certo que a Justiça divina não falha e dessa eles não terão como escapar.

  20. Neusa W.Quintela junho 23, 2010 at 8:17 pm #

    Desejo que se descubra logo os criminosos, q a justiça faça o seu serviço e dever, para que essa familia possa ver esse caso esclarecido e tenham o direito de cultuar a saudade de Pricila com o coração mais sereno, q Deus ajude ao mundo inteiro para que esses crimes barbaros tenham fim fiquem com Deus.

  21. ELIZABETE SILVA junho 24, 2010 at 10:44 am #

    Tania….estamos com voce a qualquer momento.
    Temos que fazer sim, um estardalhaço para que a justiça seja feita.
    Desejo que em breve tudo se esclareça.

    bjinsssssss.fique com Deus

  22. Angela Tomazini junho 24, 2010 at 3:41 pm #

    Parabens Glória pela iniciativa de ajudar mais esta familia que luta por justiça neste pais. A impunidade e a ignorancia infelizmente ainda comandam nosso Pais. Penso que a uniao sempre fez a força, e se continuarmos nos unindo por esta familia, tenho certeza que logo DEUS intercedera por ela atraves de nossos esforço.
    Abraços,

    Angela Tomazini.

  23. LARISSA FERRO junho 25, 2010 at 10:41 am #

    GLÓRIA CONSEGUIMOS 4000 AMIGOS-ANJOS NO FACEBOOK EM PLENO JOGO BRASIL E PORTUGAL…
    BJOS ANJOOOOOOOO

  24. Lucas de Godoi junho 26, 2010 at 3:14 pm #

    Glória, tudo de melhor já foi dito em forma de agradecimento. É notável o sucesso que essa jovem tinha pela frente, e um pouco já vivenciando. Realmente é uma pena que a justiça Brasileira seja tão frágil ao agir com esse tipo de crime. Só não podemos deixar de pedir justiça, de cobrar e ter a certeza de que um dia teremos um País e um Mundo com mais PAZ. Paz pra você, maravilhosa. Tudo de bom e muitas felicidades! Que essa família possa conseguir conforto nesse momento tão difícil.

  25. alzira taquetti junho 26, 2010 at 3:25 pm #

    O que posso dizer diante de tamanha dor? Pedimos aos orgãos competentes darem algum respaldo ao sofrimento desta mãe. Eu como mãe tb tenho duas filhas Samantha 28 anos e Juliana 20 anos peço em nome das minhas filhas que este crime seja solucionado! Meu coração estah com vcs.

  26. Jussara junho 26, 2010 at 4:14 pm #

    Infelizmente, no Brasil, somente uma minoria dos crimes são investigados com comprometimento, e muitos simplesmente caem no esquecimento. Além da família ninguém mais parece se importar, e por isso, a ajuda de pessoas influentes pode ser de suma importância. O caso da Pollyana merece ser resolvido como muitos outros crimes.
    Desejo força e muita fé para essa família. Que a justiça seja feita!

  27. MAGALDI junho 27, 2010 at 4:43 pm #

    NENHUM CRIME PODE SER ESQUECIDO OU IGNORADO.
    A JUSTIÇA SEMPRE DEVE PREVALECER, AINDA MAIS EM UM CASO ASSIM.
    HOJE, O QUE ACONTECE COM O OUTRO NO FUTURO PODE VIR A ACOTECER COM VOCÊ, ENTÃO SE PROTEJA EXIGINDO A JUSTIÇA COM O OUTRO.
    FRANCISCO MAGALDI

  28. Adelia junho 28, 2010 at 7:48 pm #

    Solidariedade à essa familia… a idéia de um investigador particular pode ser uma saída. Abraço de conforto e de ânimo de Minas, não desistam mesmo! (..Glória vc é demais! Não sabia q vc tinha este site. Fantastico.)

  29. fernanda junho 30, 2010 at 6:27 pm #

    MEU DEUS , SOLIDARIEDADE a essa familia , a essa mae ….a dor ela jah sente todos os dias pela ausencia eterna de sua filha , acho que o minimo que essa familia merece eh justica , e que desvendem esse crime o mais rapido possivel ….como pode …se passaram quase 1 ano , e nada foi feito ate agora !!!! NAO DA PRA ACEITAR !!!!!! GLORIA , vc que eh uma mulher admirada por todos , pegue essa causa e ajude essa familia

  30. Thalita Lôbo julho 1, 2010 at 2:20 pm #

    Não podemos deixar que esse crime bárbaro caia no esquecimento, vejo de perto o sofrimento dessa família…
    Glória… ajude essa mãe que tanto sofre… ela precisa de paz!!!!

  31. Cláudio Vieira julho 3, 2010 at 7:24 am #

    Glória,

    Agradecemos o seu apoio e entendemos que a dor que esta mãe sente, deve ser ao menos amenizada.
    Você sabe melhor que qualquer um, como essa dor é cruel! Estamos juntos nessa luta até a solução final!
    Abraço forte,
    Cláudio Vieira

  32. Larissa Moura julho 4, 2010 at 6:46 pm #

    Glória, muito obrigada pelo apoio em um momento tão doloroso para a familia de Polyanna.Estou solidária nessa luta, espero que outras famílias não tenham que passar por dor semelhante.
    Admiro imensamente mulheres como você e a Tânia, que fazem de seu sofrimento estímulo para seguir adiante, conseguir justiça e fazer da sociedade um lugar mais humano.
    Beijos no seu coração

  33. Leandro Lemes julho 6, 2010 at 11:13 am #

    Vou Lutar para ajucar esta família, Chega de tanta impunidade. 10 meses Polyanna foi morta e até hoje não encontraram os responsáveis http://migre.me/UHrx #justicapollyana Ajude cobrar

  34. Pedro Ivo Nogueira Silva julho 12, 2010 at 1:23 pm #

    INFELIZMENTE ESSE É O NOSSO PAÍS,MAS AINDA TENHO ESPERANÇA QUE ISSO MUDE,QUE POSSAMOS UM DIA PUNIR TODOS OS ASSASSINOS,SEQUESTRADORES,PEDÓFILOS.AINDA TENHO ESPERANÇA QUE O BRASIL TENHA JEITO,QUE POSSAMOS CHAMAR VERDADEIRAMENTE DE JUSTIÇA,ESSA LEI QUE AQUI TEMOS,MAS EM QUANTO TEMPO SERÁ QUE ISSO VAI ACONTECER?SERÁ QUE ESTAREI VIVO PARA VER UM PAÍS JUSTO,HONESTE?PRETENDO QUE SIM,PRECISAMOS VIVER EM PAZ,E NÃO COM MEDO DE SAIR E NÃO VOLTAR MAIS,PAZ SEMPRE,TE AMO GLORIA!

  35. Edson julho 16, 2010 at 8:10 am #

    É um caso mais-do-que-horrível:é mega inaceitável!Que país é este?!Matam uma inocente,queimam o corpo com o carro dela e nem sequer esmeram-se na investigação?!Mas e se acontecesse o mesmo com o Jáder Barbalho,um poderoso político do Pará,será que a investigação não sería da mesma forma,acelerada?Todos somos iguais perante a lei!Tá na Constituição!!!Ora,ora!!!

  36. Edson julho 16, 2010 at 8:17 am #

    E o pior Glória o que Hitler fazia:colocava pessoas vivas em fornos crematórios,para que fossem reduzidas às cinzas ou então mandava dissolver os corpos em ácido!Meu Deus,aconteceu!É muita maldade!!!Mas ele está pagando no Inferno por toda a eternidade!!!E os inocentes que mandou tão cruelmente matar estão gozando a glória eterna nos Céus!Nunca devemos nos igualarmos a estes monstros,pois a vingança nos priva do Céu e nos leva pro inferno!Perdoar é muito difícil,mas entregar nas mãos de deus é fácil!Deixem os maus pra lá!Eles estão entregues pros ventos conduzirem-nos aos castigos!!!!!!!

  37. Palewa Merçon agosto 16, 2010 at 5:15 pm #

    Muito triste o que aconteceu com essa jovem, será que vai ficar impune mesmo? Deve-se ter um meio investigativo de se chegar a alguma pista… todo crime deixa rastro, nenhum é perfeito! O criminoso deixa algo de seu no local e leva consigo algo também, isso é uma das primeiras lições que aprendemos em Criminalística- Perícia Criminal. O que existe é crime mal investigado, gente que não testemunha o que sabe, gente que se omite, etc.
    Minha solidariedade a essa família, a dor deve ser enorme e aumenta mais ainda com a impunidade. Espero que tirem forças sei lá de onde para continuar na batalha da vida e querendo lutar por justiça. E esta foi mais uma vítima da violência nesse país… nossas mulheres estão morrendo fácil por aqui e por bobeira né? Muito cruel e absurda essa realidade! Para que ter lei protegendo as mulheres então? Eu hein…

  38. Raul B. agosto 16, 2010 at 5:57 pm #

    Alguém já pensou que quem pode tê-la matado é da polícia ou alguém influente em Goiás?

    A polícia não pode ser tão incompetente assim. No mínimo poderiam ter achado um suspeito. Polícia Federal neles…

  39. Gustavo Xavier agosto 26, 2010 at 11:46 am #

    Tá perto de fazer 1 ano que perdemos a Bongiovi do nosso convívio e não consigo entender porque fazem tanta vista grossa pro caso dela, porque ficaram tanto tempo inertes sem investigar direito, porque está solto a pessoa que foi encontrada com o celular dela, porque não se fala no policial que alterou a cena do crime e furtou o celular da minha amiga, será que esse policial nada tem a ver com o caso? porque não encontram esse bandido? revoltante… justiça por Polyanna !!!!

  40. Internet Marketing Philippines outubro 9, 2010 at 12:08 am #

    You know that thing was obsolete by the time you got it out of the box right?

  41. Jurema Rotholz outubro 13, 2010 at 9:34 pm #

    Solidariedade à essa família. Sei muito bem a dor de perder uma filha Thais Garcia Lima, 20 anos, desencarnou ao realizar uma escalada na Cachoeira dos Primatas, no Horto, na Zona Sul no dia 2 de abril de 2010. Ela tentava escalar o local, quando despencou de uma altura de 12 metros. O marido que eles estavam recém casados, Mario Macedo, se feriu ao tentar socorrê-la. Ele teve ferimentos na coluna ficou um bom tempo de cadeiras de rodas. Agora já está andando. Leves e foi levado por bombeiros para o Hospital Miguel Couto, onde está internado. O acidente foi registrado na 15ª DP (Gávea). O corpo de Thais já foi retirado do local.
    Venho estudando o espiritismo desde do acidente de com a moto. Nessa vida nada é por acaso. Nem sempre o curso da história segue a ordem natural das coisas. Fiquei muito triste mesmo. Não tem um momento da minha vida que não penso nela.Sinto muitas saudades da minha filhota. Vinte anos com um presente de Deus me deu. Ela estava casada há quatro meses, feliz cheia de sonhos. Tento viver um dia de cada vez e com ajuda diária carinhosa, amorosa do Paulinho, dos amigos e da família, dos amigos dela e da fé que me dá o alicerce para que eu possa me manter em pé e continuar a cada dia, a cada hora a cada momento. Logo depois que minha filha desencarnou o meu melhor amigo Padrinho dela que conheci quando eu tinha 15 anos, foi embora também, ele trabalhava no Frei Luiz um Centro Espírita muito conhecido no Rio de Janeiro há mais de 20 anos, um homem doce, amigo verdadeiro, fiel camarada. Dava-me sempre um conselho que gosto muito “OLHA PRA MIM! PROMETA QUE VC VAI VIVERR. Por que a Thaís já está muito bem.Estou seguindo o conselho dele. VAMOS VIVER da melhor forma, com muito amor e olhar para o nosso lado sempre. Estou trabalhando, tenho duas pernas e estou bem. Quero que a minha filha quando Deus quiser , que tenha muito orgulho de sido filha de Jurema.

  42. Jurema Rotholz outubro 13, 2010 at 9:37 pm #

    Solidariedade à essa família. Sei muito bem a dor de perder uma filha Thais Garcia Lima, 20 anos, desencarnou ao realizar uma escalada na Cachoeira dos Primatas, no Horto, na Zona Sul no dia 2 de abril de 2010. Ela tentava escalar o local, quando despencou de uma altura de 12 metros. O marido que eles estavam recém casados, Mario Macedo, se feriu ao tentar socorrê-la. Ele teve ferimentos na coluna ficou um bom tempo de cadeiras de rodas. Agora já está andando. Venho estudando o espiritismo desde há 10 anos. Nessa vida nada é por acaso. Nem sempre o curso da história segue a ordem natural das coisas. Fiquei muito triste mesmo., muito doente. Não tem um momento da minha vida que não penso nela.Sinto muitas saudades da minha filhota. Vinte anos com um presente de Deus me deu. Ela estava casada há quatro meses, feliz cheia de sonhos. Tento viver um dia de cada vez e com ajuda diária carinhosa, amorosa do marido dos amigos e da família, dos amigos dela e da fé que me dá o alicerce para que eu possa me manter em pé e continuar a cada dia, a cada hora a cada momento. Logo depois que minha filha desencarnou o meu melhor amigo Padrinho dela que conheci quando eu tinha 15 anos, foi embora também, ele trabalhava no Frei Luiz um Centro Espírita muito conhecido no Rio de Janeiro há mais de 20 anos, um homem doce, amigo verdadeiro, fiel camarada. Dava-me sempre um conselho que gosto muito “OLHA PRA MIM! PROMETA QUE VC VAI VIVERR. Por que a Thaís já está muito bem.Estou seguindo o conselho dele. VAMOS VIVER da melhor forma, com muito amor e olhar para o nosso lado sempre. Estou trabalhando, tenho duas pernas e estou bem. Quero que a minha filha quando Deus quiser , que tenha muito orgulho de sido filha de Jurema.

  43. Marcella agosto 22, 2011 at 5:11 pm #

    O que fizeram com a Polyana foi uma selvageria.Não posso acreditar que as pessoas continuarão a perder a suas vidas e assassinos miseravéis vão estar gozando a impunidade.Mas o que eu posso esperar de um lugar em que se soltam criminosos simplesmente por “bom comportamento”.

  44. Darlene Vilalta fevereiro 22, 2012 at 3:34 pm #

    E eu que achava que tinha motivos para chorar….Gloria de uma olhada nisso

    http://www.jornalopcao.com.br/posts/editorial/uma-flor-para-camila-e-polyanna

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes