E se fosse sua filha?

O porteiro de 53 anos achou a Mariana bonita. Na oportunidade de ver a menina de 21 anos sozinha na escola de seus pais para receber um pagamento, quis um beijo. Ela não deu. Ele não pensou duas vezes: degolou Mariana e cortou seu rosto com cacos de uma garrafa! Mais bárbaro impossível!

A juiza Elizabeth Louro não achou: recusou o pedido de prisão preventiva e mandou soltar o assassino. Para ela, é perfeitamente compreensivel a justificativa dele  -se apaixonou, pronto. Aconteceu. E a magistrada vai mais longe. Veste a toga do advogado e antecipa a defesa: é uma pessoa que esteve dominado por uma paixão maldita que fez com que ele perdesse a cabeça e matasse. Isso não quer dizer que vai fazer de novo”

Ele não precisa fazer, doutora: já fez! ou a vida da Mariana não vale nada? o direito do reu de “se apaixonar” e degolar quem não aceite seus beijos vale mais do que o direito de existir da Mariana? Para a juiza Elizabeth Louro, vale!

E se o degolador “paixonasse” pela filha da dra Elizabeth? será que ela ia continuar tão compreensível e sensível às razões dele?

90 Responses to E se fosse sua filha?

  1. Angelo abril 21, 2011 at 8:18 am #

    Sério, dá vontade de desistir da vida vendo essas coisas… 🙁

  2. Lu abril 21, 2011 at 8:20 am #

    Não acredito nisso!! A justiça do Brasil eh uma piada.. de mau gosto!

  3. juliane abril 21, 2011 at 8:22 am #

    Essa mulher tinha que ser presa junto. Com ele
    ninguem tem o direito de tirar a vida de ninguem o único que pode fazer isso é Deus.. Deus irá fazer justiça já que o homem não fez. Mas ele irá pagar caro pq a justiça de Deus não é igual a do homem. Diz a palavra de Deus ai daquele que tocar no ungido dele.

  4. ivonete abril 21, 2011 at 8:22 am #

    Ontem o Boechat no jornal da Band, nos passou a indignação dele que também é a nossa, foi desumana a concessão dessa soltira, trouxe revolta a toda a populaçao que acompanha o caso,indigna de ser juiza.Abraços.

  5. Miriam abril 21, 2011 at 8:23 am #

    Que absurdo… é esse o tipo de magistrado que temos? Como uma juiza pode fazer isso… nao tem familia?

  6. Vivian abril 21, 2011 at 8:26 am #

    Por que no Brasil as coisas são tão bárbaras e mesmo assim não são punidas? Que loucura é essa? Ele não vai fazer de novo???? Precisa fazer de novo????

    Por que as mães dos condenados choram tanto e se revoltam quando os filhos são presos? Elas poderão ver seus filhos, sentir o calor deles e a mãe de quem eles mataram????? Ah! Mas foi só uma vez, tadinho!!!!!!

    É um verdadeiro absurdo….. até quando???

  7. Flavia Leticia abril 21, 2011 at 8:29 am #

    Dra Elizabeth não deve saber o que significa ser mãe, mas se
    tiver filhos, QUE Deus os proteja!!
    E fico pensando nos tantos casos de violência doméstica e familiar contra a Mulher que ela deve julgar, nenhum deles a favor da vitima…

    Pergunta: será que essa “DOUTORA” conhece a Lei Maria da Penha??

    Senhor nos proteja de uma Juíza dessas!

    Sem Mais!

  8. HORACIO SILVA abril 21, 2011 at 8:33 am #

    Um lixo de despreparo deste escárnio de Magistrada.Ela por acaso,é advogada do réu para querer defendê-lo veemente assim?É por isso que a justiça é uma porcaria.Hoje uma vida não vale nada?está tudo banal?pode matar?para está magistrada PODE SIM!!!

  9. Cristina abril 21, 2011 at 8:46 am #

    Estou indignada, que absurdo!!!!!!

  10. Lua Nua abril 21, 2011 at 8:50 am #

    O mal que acontece a 1 filho também é feito a todos os filhos. A dor de uma mãe é a dor de todas as mães. Talvez essa juíza não seja nem mãe, nem filha; acho mesmo que nem gente ela é.

  11. Andrea abril 21, 2011 at 8:57 am #

    É um total absurdo. Nada aqui nesse país é levado a sério. As “pessoas” (se é que podemos chamar esses MONSTROS de pessoas) matam, degolam, fazem o que querem com vidas cheias de sonhos, de realizações que deixam de acontecer por motivos ridículos, sem explicação. E o pior são essas autoridades que ignoram o sofrimento da família e solta um animal desses. Para mim são todos da mesma “laia”. Sem sentimento, sem compaixão ao próximo e sem respeito as vidas perdidas. Até quando será assim? Temos que deixar de lado essa passividade típica dos brasileiros e bater a perna para lutar por dias melhores.

  12. Sara abril 21, 2011 at 8:59 am #

    E a família dessa garota, como fica? Justiça!

  13. Edgard, 46 . Pai de Familia e contribuinte. abril 21, 2011 at 9:09 am #

    Não há outro sentimento senão o de indignação e impotencia perante uma decisão embazada numa argumentação tão ridícula. Essa Juíza só pode estar querendo mídia….Infelizmente estamos nas mãos desse tipo de profissional da Lei. Vergonha!!!!

  14. Moema Nepomuceno abril 21, 2011 at 9:35 am #

    Certamente essa “juiza” não representa o que deve haver de mais ético e Justo. Estou indignada com a decisão dela. Revoltada! Mesmo não sendo minha filha, a indignação é a mesma! E vai ficar por isso mesmo!? Por isso tantos crimes pois há sempre uma desculpa deslavada, uma justificativa arranjada, pra embasar decisões vergonhosas como essa!! Esse é o nosso país!!! Socorro! Quero sumir!

  15. Luiz Castello Branco abril 21, 2011 at 9:52 am #

    Eu acho que a justica atua propositalmente dessa forma para cansar as pessoas menos endinheiradas para que possam desistir logo. Sem comentarios… Parabens pelo texto Gloria.

  16. jader sevá abril 21, 2011 at 10:03 am #

    Euma vergonha uma coisa dessa queria ver se fosse alquém importante,como é um pobre não faz diferença,quando começar a pegar os politico,quero ver se as leis não mudam

  17. Vera abril 21, 2011 at 10:05 am #

    Isso é juíza? Vergonha não é atoa que qualquer um passe na OAB, conheço pessoas q não sabem nem falar correto muito menos escrever e são advogados, com certeza essa juíza deve ser uma dessas pessoas. Revolta, Nojo, angustia , sinto isso, “Brasil mostra tua cara”

  18. Priscila abril 21, 2011 at 10:30 am #

    Que decepção!

  19. Samya abril 21, 2011 at 10:48 am #

    Ele deveria se apaixonar era por essa juíza ridícula.

  20. CUSTODIO bASTOS abril 21, 2011 at 11:01 am #

    O judiciário não está bem mas essa “juíza” não pode ocupar o
    cargo que tem. Até falando não sabe se colocar. Em dez palavras fala umas tres com girias.
    É lamentável. O consolo é que o amoroso não vai matar mais
    (segundo a excelência).
    Minhas condolências sinceras.

  21. Sônia Vianna Landeo abril 21, 2011 at 11:11 am #

    Não acredito que foi esse o final dessa história… só me faz pensar que essa juíza se apaixonou por alguém e, enfim… ela pode julgar, nós não! Afff… mas, desejar, podemos, e desejo que ele se apaixone não pela filha dela, mas por ela mesma.

  22. Sandra McPherson abril 21, 2011 at 11:17 am #

    Sera que essa juiza se apaixonou pelo reu,ta pra ver que ela talvez goste de macho que mata a cobra e mostra o pau.Porque tenho certeza que se fosse a filha dela ou algum membro da familia dela,ela iria fazer o reu penar e feio na cadeia.Sei que a justica e cega,mas nao precisa ser tanto assim.Nao e justo em lugar nenhum o que aconteceu com essa moca e tantas outras,aqui teve um caso parecido no final do ano passado e o cara ta pagando pelo que vez.Ninguem tem direito de tirar a vida do outro,por qualquer que seja o motivo.Hoje em dia qualquer merda pode ser juiz ou advogado.Me desculpa pela linguagem Gloria,mas as vezes enough is enough.

  23. Mari Lima abril 21, 2011 at 11:41 am #

    “Ele é a vítima do seu maldito amor.”
    Para a “juíza” ele não representa risco à sociedade.
    Pensando dessa forma, ela julga q ele nunca mais se “apaixonará”, não terá seu “amor” rejeitado, não terá um beijo negado por uma linda menina e assim nunca mais ele degolará ninguém, porque se degolar, ele será vítima do seu maldito amor…
    Faça-me o favor, chega a ser surreal essa situação.
    Ele tira a vida de uma jovem, com requinte de crueldade, porque degolar alguém é algo que foge do passional, e pode ser julgado em liberdade?
    É,a “pena de morte” existe no Brasil, mas só para as próprias vítimas…

  24. Sandra abril 21, 2011 at 11:56 am #

    È verdade Gloria, as pessoas não se colocam no lugar dos outros, os valores estão deturpados e o “existir”, não significa mais nada!!!
    Mais com certeza, com a filha da juíza, JAMAIS aconteceria.
    É simples assim, quando acontece com os outros, quero ver se acontece com a pessoa, se ela deixa barato.

    É a justiça dos homens está cada vez mais injusta.

    Mas pela justiça de DEUS, todos pagarão !!!!

    Pode ter certeza !!!

    Um grande abraço, adoro você Gloria.

  25. sheila abril 21, 2011 at 11:56 am #

    Essa Juiza deve prescindir do mesmo carater do assassino, talvez ela tenha vivido esse espisódio que justificaria ela matar alguém….essa JUIZA é advogado do diabo!

  26. Fernando de Oliveira abril 21, 2011 at 12:03 pm #

    Essa juiza merece o mesmo destino do assassino: uma morte dolorosa e demorada. É por isso que o povo baiano, se tiver oportunidade, lincha esses tipos. E não se envergonha de sua sagrada barbárie

  27. raquel abril 21, 2011 at 12:30 pm #

    Essa decisao e’ um deboche `a memoria da menina morta, `a dignidade da familia dela e a todos nos, cidadaos, que somos obrigados a nos submeter `a uma “justica” injusta como esta.

  28. paula lobao abril 21, 2011 at 12:35 pm #

    Compartilhei no meu face. Temos que continuar gritando ao mundo,para ver se acordam. Tudo que é longe das pesssoas passa batido. A banalização esta concretizada. Casos absurdos sao tratados como meros maltratos. Onde vamos com isso?

  29. Iraci abril 21, 2011 at 12:56 pm #

    O que mais dói é saber que esse assassino matou uma inocente e a família foi condenada por ele a sofrer para o resto de suas vidas como consequência dessa morte/assassinato. Moral da história. As vítimas é que são condenadas. O assassino, com o beneplácito da justiça – daqui a pouco estará casado, com filhos e nem mais se lembrará disso. Ou continuará matando moças indefesas sabendo que pode contar com o judiciário brasileiro para lhe defender.

  30. Marcelo de Souza abril 21, 2011 at 1:33 pm #

    Procurando por ELIZABETH LOURO no google, vi que ela e colegas de toga encenaram uma peça de teatro sobre a “física nuclear na guerra fria”…

    Juízes se acham tão semi-deuses na terra que até o teatro deles é enrolado e feito só p/ eles mesmos entenderem.

    Juíza e atriz… só falta ser HUMANA e defender o BEM MAIOR ao invés de se perfazer c/ masturbação jurídica às custas da dor alheia.

  31. Nádia abril 21, 2011 at 2:31 pm #

    Não acredito, não acredito… não quero acreditar…
    Como um dos concursos mais difíceis e credíveis do país (Magistratura) aprova um ser humano tão medíocre como essa juíza???
    E agora???? … O que fazer??? Complicado, já que essa louca é concursada! Revoltante!!!

  32. Isabel Nunes abril 21, 2011 at 2:46 pm #

    Será que a prisão , não o faria mais “criminoso”, analisando nossa situação real e atual? O que é a prisaõ? Uma maneira de vingar? Ou “salvar” o ser humano, de suas reações baseadas na má administração de sensações próprias e internas?

  33. Jorge Gibson abril 21, 2011 at 5:10 pm #

    Podre essa juiza. Deve ter uma mente tao assassina quanto o assassino.

  34. Rita Maria abril 21, 2011 at 6:20 pm #

    Neste país o direito a liberdade de uns (os criminosos) está acima do direito da sociedade em viver em segurança. E ainda existe o princípio da presunção da inocência e da razoável duração do processo. Todos interpretados de forma a defender bandidos.Parece até que o art. 312 do CPP foi revogado.
    É revoltante!

  35. Nena Guimarães abril 22, 2011 at 12:33 am #

    Talvez querendo se afastar da ‘paixão maldita’ na hora de decidir, a juíza se entrega um tecnicismo insensível, e se torna um robô fazendo um cálculo. Talve porque seja mulher e sofra querendo esmagar tudo que pareça passional ou sugira uma TPM, decida como uma máquina sem coração ou consideração pelo que é realmente justiça.

    Ao saber da repercussão da sua decisão, ela deve empinar o nariz, muito soberbamente, e se sentir cansada com esse povo tão emotivo. E não adianta a nós, gentalha piegas, torcer para colocá-la – ou aos seus pobres filhos (se eles existirem que Deus os guarde) – na mesma sala com o assassino. Isto não vai acontecer. Como não vai acontecer que esta máquina burocrática perca o sono pela decisão que tomou. Cabe a nós, apenas, esperar que algum superior não robótico, ou um até um juiz meio humano, reveja essa situação.

  36. PEDRO IVO NOGUEIRA SILVA abril 22, 2011 at 1:12 am #

    GLORIA QUANDO LI ISSO,NÃO ACREDITEI,MAS É O NOSSO PAÍS,QUE POR SINAL,ANDA DE MAL A PIOR,ESSA JUÍZA É MAL AMADA,NÃO TEM SENTIMENTOS POR NINGUEM,NÃO É AMADA,NÃO AMA,NÃO TEM SENTIMENTOS,POR ISSO SOLTOU ESSE MONSTRO,QUE ESSE HOMEM NÃO COMETA MAIS BARBARIDADES POR AÍ,E SE COMETER COM ESSA JUÍZA,DEUS ME PERDOE E ME DESCULPE,MAS NÃO TEREI NENHUM PINGO DE PENA! ISSO NÃO É UMA JUÍZA E SIM UMA INCOMPETENTE QUE PENSA SER ALGO EM SEU MEIO!

  37. Ana abril 22, 2011 at 8:38 am #

    O que podemos fazer? usar os meio de comunicação sociais e falar, falar falar, censura (na magistrada) MEESSMO, temos que impor nossas opiniões e justiça sempre, e pedir a DEUS que nos apoie.

  38. Odele Souza abril 22, 2011 at 9:34 am #

    Uma juiza totalmente despreparada para julgar. Não tem a menor sensibilidade e pelo visto, nenhuma competência. Infelizmente, essa juiza é um exemplo de muitos juizes que julgam ERRADO! mas continuam posando de semi-deuses. Mas a verdade é que muitos juizes são DESPREPARADOS e INSENSÍVEIS para sorte dos criminosos. E para nosso azar.

    Mas queria ver se fosse com a filha da juiza Elizabeth Louro se ela teria o mesmo julgamento, se continuaria a justificar o injustificável, se continuaria a engrossar as estatísticas da revoltante IMPUNIDADE em nosso pais. Que vergonha de nossa (in) justiça.

  39. Sueli abril 22, 2011 at 10:18 am #

    Sem comentario. A indignação é total.Queria saber se fosse filha dela ou a mãe dela enfim alguem muito proximo.Que mundo doente é este em que estamos vivendo. Confiar em quem?Deixo aqui minha revolta.Meus pêsames doutora se podemos chamar assim.

  40. Priscllla abril 22, 2011 at 11:40 am #

    BRASIL-::))Gloria.

  41. Paulo Paco abril 22, 2011 at 12:36 pm #

    Isso parece um filme de terror…..

  42. lucimara abril 22, 2011 at 7:40 pm #

    essa irresponsavel deve ta a fim dele,so pode!entao que se dane a familia da menina?e a Mariana foi punida por nao aceitar um beijo desse doido?Me pergunto que tipo de juizes nosso pais tem,muito emotivos e despreparados a ponto de por esse criminoso na rua,com perigo de ele se apaixonar denovo e nao ser correspondido,acho melhor todas as mulheres marcar bem essa cara de doido,e essa Elizabeth se um dia ela passar por isso ,talvez crie um pouco de juizo e maturidade pra cumprir com seu papel co responsabilidade.

  43. Priscllla abril 23, 2011 at 6:45 am #

    Minha amiga conhecia a Mariana.Ela tem uma van e faz transporte escolar pr crianças e sempre levava a Mariana e a mãe até a escola.E chegou um dia conhecer a figura acima, morava ao lado da escola e trabalhava lá,ñ gostou do que viu,comentou ao chegar em casa.Muito estranho-:)) Disse que a Mariana era uma menina linda!E contou tudo como a mãe sentiu falta dela.,hj ela dando muito apoio a familia.. .

  44. Hélton Carlos abril 23, 2011 at 7:18 am #

    que horror! esse cara deveria estar preso no mínimo, de início senti raiva dessa juíza, espero que isso seja alterado e ele va para a cadeia, prisão nele! quanto inpunidade ao um ato tão cruel diante disso só posso clamar a Deus por JUSTIÇA!

  45. Joao Batista Santos abril 23, 2011 at 8:04 am #

    Gloria, vc reparou que essa juiza fala do assassino, como se ele fosse uma criança pirracenta, malcriada? Parece uma tia repreeendendo o sobrinho:
    – ai, ai, ai… Que isso não se repita, viu? Senão vais ficar de castigo!

    Lembra do filme, Expresso da Meia Noite?… Pois é, a procurar por respostas, nos faz girar em círculo e chegar sempre a mesma conclusão de que a culpa de toda essa violência é do video game, da internet e da loucura… Será??…
    Não tenho as respostas, mas tenho uma pista que se chama: Vaidade…
    O orgulho e os objetivos pessoais, tem mais valor do que qualquer vida humana… Pra que assumir o fracasso e a incompetência, se fica mais fácil colocar a culpa na vítima, nos pais e nos jogos?… Isentar o asassino já é de praxe e a ordem do dia é “encerrar o caso”
    BjOs

  46. Roberta Cristina abril 23, 2011 at 2:49 pm #

    Concordo pleeeeenameeeeente com você, Glória!! Absurdooooo!!! Pimenta nos olhos dos outros é refresco!!!

  47. heloisa waissman abril 23, 2011 at 5:55 pm #

    A concepção de justiça,aos olhos de alguns magistrados e´drastica.Não sei em qual principio do Direito se baseiam para proferirem tal absurdo de sentença.As vezes tenho vontade de rasgar o diploma da PUC,de advogada.Sem mais,Heloisa.

  48. lilian abril 23, 2011 at 6:43 pm #

    È por isso que a criminalidade só aumenta, não existe punição, os criminosos sabem que roubam e matam e a pena é leve ou nem existe!!!

  49. Priscilla abril 24, 2011 at 12:49 am #

    E por essas e outras que eu gosto da Legislação dos Estados Unidos.Se esse crime com requinte de crueldade tivesse ocorrido lá esse assassino no minimo estaria morto ou com prisão perpetua declarada. E essa juiza concerteza estaria fora dos tribunais, alias ela nem ousaria a pensar em tomar uma atitude dessas

  50. Levy santos abril 24, 2011 at 5:45 am #

    Eu tenho nojo do sistema judiciário brasileiro

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes